Jugo na mocidade.

Posted on 25/03/2011

2


Resumo da 20ª. Reunião com adolescentes e pré-adolescentes
São Paulo, Domingo, 20/03/11

Nossa principal leitura bíblica, assim como as demais foi feita pelo Natanael, em

Lamentações 3: 27, 28:

“Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade;
assentar-se solitário e ficar em silêncio; porquanto Deus o pôs sobre ele.”

Recaptulamos o que já havíamos aprendido na última Escolinha, sobre o significado da palavra: “jugo” = canga, junta de bois ; opressão, sujeição, obediência, autoridade, domínio.

Nesta Escolinha montamos uma mesa de “entrevistados”, que representaram os diversos tipos de autoridades, ou jugos, sob os quais todos nós estamos sujeitos, desde que nascemos.

Primeiro a irmã Lucilene falou da importância de nos submetermos à autoridade do ministério, ocasião em que o Natanael leu as seguintes referências:
Hebreus 13:17 e Mensagem: Perguntas e Respostas sobre Hebreus – III Parte – Parágrafo 80

Como numa “linha do tempo”, os seguintes irmãos foram entrevistados pela irmã Lucilene:

1) Irmã Ivone Bentley – representando a “rainha do lar” e a autoridade dos pais.
Viúva do saudoso Pastor José Berto, a irmã Ivone falou de sua rica experiência de criar quatro filhos no caminho do Senhor, quase sempre sem a presença do pai, devido ao trabalho no campo ministerial.
Testificou que, até hoje, os filhos, todos já casados, ainda a consultam para algumas decisões e que ela sempre procurou a orientação de Deus para aconselhá–los.
Foi muito bom ter a ir. Ivone conosco, pois já estávamos com saudades…
A Leitura Bíblica foi : Efésios 6: 1/3

2) Irmão Luiz Antonio – representando a autoridade do Professor
Professor de química há 18 anos, o ir. Luiz nos falou de sua vivência em sala de aula, em Escolas Públicas e Particulares, comentando que as dificuldades são as mesmas nos dois ambientes: muitos alunos vindos de famílias desestruturadas, rebeldes, presos aos vícios, motivados pelo rock, funk e outros ritmos satânicos.
Observou que tem observado, ao longo de sua carreira, tanto o sucesso profissional dos bons alunos, como, lamentavelmente, o insucesso e envolvimento com o crime, dos maus alunos…
Natanael leu o Parágrafo 103 da Mensagem: Para Quem iremos nós ?

 

3) Irmão Ezequias Sena – representando a autoridade do Empregador
Como Empresário que emprega atualmente 41 pessoas, o ir. Ezequias falou da dificuldade em obter funcionários qualificados e responsáveis.
Contou-nos que, quando era empregado, sempre procurou comportar-se como “empregador”, dando o melhor de si, não “competindo” com o patrão, mas exercendo criatividade e boa-vontade.
Hoje, como empregador, ainda tem dificuldade em dispensar o empregado que não demonstra competência, mas, mesmo que este seja um amigo, o que determina suas decisões como patrão é o profissionalismo.
A Leitura Bíblica foi : Efésios 6: 5/8

4) Irmão Fábio Filadoro Ribeiro – representando a autoridade que tem o Empregado
Jovem piloto da Cia. Aérea TAM, com experiência em vôos nacionais e internacionais, o ir. Fabinho, como é carinhosamente conhecido em nosso meio, falou com muita propriedade sobre a importânci8a de se preparar profissionalmente, de conquistar a confiança do empregador e sobre a necessidade que o jovem tem de ter sonhos, ambições, planos, e da
importância da disciplina para atingir seus objetivos.
Falou sobre a importância do cumprimento de regras, não só em sua profissão, o que implica na segurança de muitas vidas, mas em todos os aspectos .
Deu vários conselhos aos meninos, sobre a necessidade de se dedicarem aos estudos, à escolha de uma profissão que lhes garanta o sustento próprio e de sua futura família.
Dirigiu-se também às meninas, aconselhando-as a terem uma aparência cristã, tanto no comportamento quanto no visual.
Contou de sua experiência pessoal na escolha de sua esposa, irmã Priscila, afirmando que o que mais lhe chamou a atenção ao conhece-la foram justamente seu recato e aparência cristã.
A Leitura Bíblica foi : Efésios 6:9

 

5) Irmão Ezequias Costa – representando a autoridade da Lei
Como Capitão da Polícia Militar, o ir. Ezequias lembrou aos jovens que, aqueles que não obtém os privilégios da sujeição aos pais, aos professores, aos empregadores, muitas vezes acabam tendo que se submeter às penas da Lei.
Alertou aos jovens sobre a importância de se cultivar bons hábitos, de disciplina, desde cedo, e sobretudo sobre a necessidade de terem uma experiência com Deus, para não se envolverem com os vícios e o crime, tão comuns aos jovens de nossos dias.A leitura foram os parágrafos 196 e 197 da Mensagem: Conferência com Deus.

 

A última Leitura Bíblica foi Lucas 11: 28/30, na qual Jesus nos convida para tomarmos o Seu jugo, que é suave e levarmos Seu fardo, que é leve…

Foram inúmeras as participações dos adolescentes, que se mostraram muito interessados o tempo todo e fizeram muitas perguntas aos entrevistados.
Só temos que agradecer mais uma vez a Deus e aos nossos ilustres convidados, que tanto colaboraram para o enriquecimento espiritual e natural de nossos jovens.
Nosso desejo é o de que o Senhor vivifique em suas vidas tudo o que ouvimos e vimos em mais essa Escolinha.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Posted in: Pequenas Aguias